12 21 Lc1, 39-45 Quarta Feira da 4ª Semana do Advento

EVANGELHO Lc 1, 39-45
«Donde me é dado que venha ter comigo a Mãe do meu Senhor?»

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas


Naqueles dias, Maria pôs-se a caminho e dirigiu-se apressadamente para a montanha, em direcção a uma cidade de Judá. Entrou em casa de Zacarias e saudou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, o menino exultou-lhe no seio. Isabel ficou cheia do Espírito Santo e exclamou em alta voz: «Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre. Donde me é dado que venha ter comigo a Mãe do meu Senhor? Na verdade, logo que chegou aos meus ouvidos a voz da tua saudação, o menino exultou de alegria no meu seio. Bem-aventurada aquela que acreditou no cumprimento de tudo quanto lhe foi dito da parte do Senhor».


Palavra da salvação.

 

 

Reflexão

Reflexão – “A visitação e o significado ”

Depois de aceitar ser Mãe do Messias Esperado, Maria sai para visitar e ajudar sua prima Isabel que está grávida: “Aquela que era considerada estéril já faz seis meses que está grávida” (Lc 1,3b).Partilha  com ela a alegria das maravilhas operadas no seu intimo.

Isabel, uma mulher já de idade avançada, responde com humildade «Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre. Donde me é dado que venha ter comigo a Mãe do meu Senhor?»

Maria faz Isabel sentir a alegria de uma maternidade não esperada e Isabel faz Maria sentir as maravilhas que Deus realizou nela. “Feliz és tu porque que acreditaste”.

Este encontro insere-se no projeto de Deus a favor da humanidade – Deus faz uma aliança com o povo de Israel. Isabel representa a Antiga Aliança que termina e Maria, o novo Testamento que começa.

O elogio de Isabel a Maria é um profundo reconhecimento de sua fé e confiança no Senhor: Confiou em Deus, cultivou a certeza de que, apesar de todas as aparências contrárias, a Palavra do Senhor haveria de se cumprir.

Não é fácil acreditar como Maria e Isabel. Precisamos muita coragem para acreditar nas promessas feitas por Deus aos que promovem a paz, aos não violentos, àqueles que oferecem a outra face, àqueles que não se vingam, àqueles que doam a vida por amor.

Como Maria nos ensina, seguindo o seu exemplo vale a pena confiar nas Palavras do Senhor: «Mais felizes são aqueles que – como Maria fez – ouvem a Palavra de Deus e a põem em prática.» (Lc 11,28)

.

 

 

ORAÇÃO

Deus eterno e omnipotente, que inspirastes à bem-aventurada Virgem Maria o desejo de visitar Santa Isabel, concedei-nos que, dóceis à inspiração do Espírito Santo, possamos com Maria cantar sempre as Vossas maravilhas.