Monthly Archives: May 2023

05 07 Jo 14 1-12 V Domingo da Páscoa “Eu sou o Caminho, Verdade e Vidai”;

EVANGELHO Jo 14, 1-12

«Eu sou o caminho, a verdade e a vida»

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Não se perturbe o vosso coração. Se acreditais em Deus, acreditai também em Mim. Em casa de meu Pai há muitas moradas; se assim não fosse, Eu vos teria dito que vou preparar-vos um lugar? Quando Eu for preparar-vos um lugar, virei novamente para vos levar comigo, para que, onde Eu estou, estejais vós também. Para onde Eu vou, conheceis o caminho». Disse-Lhe Tomé: «Senhor, não sabemos para onde vais: como podemos conhecer o caminho?». Respondeu-lhe Jesus: «Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por Mim. Se Me conhecêsseis, conheceríeis também o meu Pai. Mas desde agora já O conheceis e já O vistes». Disse-Lhe Filipe: «Senhor, mostra-nos o Pai e isto nos basta». Respondeu-lhe Jesus: «Há tanto tempo que estou convosco e não Me conheces, Filipe? Quem Me vê, vê o Pai. Como podes tu dizer: ‘Mostra-nos o Pai’? Não acreditas que Eu estou no Pai e o Pai está em Mim? As palavras que Eu vos digo, não as digo por Mim próprio; mas é o Pai, permanecendo em Mim, que faz as obras. Acreditai-Me: Eu estou no Pai e o Pai está em Mim; acreditai ao menos pelas minhas obras. Em verdade, em verdade vos digo: quem acredita em Mim fará também as obras que Eu faço e fará obras ainda maiores, porque Eu vou para o Pai».

Palavra da salvação.

 

Reflexão

 

Jesus vai deixar visivelmente os seus discípulos, que serão perseguidos pelo mundo. Ele procura incutir-lhes coragem e esperança, dizendo-lhes que Ele parte, mas vai para o Pai e que todos os seus discípulos têm lá também o seu lugar. A Igreja seguirá o seu Senhor. Ele mesmo é o caminho, não só pelo que ensina, mas pelo que Ele mesmo é: a verdade e a vida.

Respondendo à pergunta de Tomé, Jesus não afirma apenas que diz a verdade, mas que é a verdade. «Eu sou o caminho, a verdade e a vida.» (v. 6) Segundo S. João, a verdade é o movimento de comunhão que une o Pai e o Filho: Jesus é a transparência plena e concreta dessa comunhão. A verdade manifesta-se numa história particular – a do Verbo que se fez homem.

Jesus é o caminho para o Pai. Através dele, podemos ter acesso direto a Deus, porque Jesus é Deus. Na cruz, Ele abriu a porta e deixou aberto o caminho para Deus. Quem segue Jesus segue seu Caminho para a vida eterna (Hebreus 10:19-20).

 

 

 

 

O Mestre, respondendo à pergunta de Tomé, não afirma que diz a verdade mas que é verdade. «Eu sou o caminho, a verdade e a vida.» (v. 6) Segundo S. João verdade é o movimento de comunhão que une o Pai e o Filho: Jesus é a transparência plena, concreta, dessa comunhão. A verdade manifesta-se numa história particular – a do Verbo que se fez homem. Jesus é o caminho para o Pai. Através de Jesus, podemos ter acesso direto a Deus, porque Jesus é Deus. Na cruz Jesus abriu a porta, deixando aberto o caminho para Deus. Quem segue Jesus segue seu Caminho para a vida eterna (Hebreus 10:19-20).

 

Jesus mostrou-nos o caminho que conduz ao céu, é aquele que ele mesmo percorreu primeiro. É o caminho da humildade e da doçura, é o caminho do desapego e da renúncia, a via da penitência e da reparação, é a via da dedicação e do sacrifício.

 

É também a via de união e de amor. Eis o caminho: fazer em tudo a sua vontade, permanecer no seu amor; aprender dele que é doce e humilde, que se abandonou nas mãos do Pai

 

Jesus mostrou-nos o caminho que conduz ao céu: O caminho da humildade e da doçura, do desapego e da renúncia, da penitência e da reparação, da dedicação e do sacrifício. É também a via de união e de amor.

Eis o caminho: manter-nos unidos a Jesus e ao seu divino Coração; fazer em tudo a sua vontade; permanecer no seu amor; aprender dele que é doce e humilde; que foi sacrificado e imolado; que se abandonou nas mãos do Pai

 

 

 

 

 

 

Oração

 

 

Senhor Jesus, encheis-nos da alegria da vossa presença salvadora e dais-nos a esperança da vida eterna com o Pai do Céu. Mostrai-nos o Pai para que nós o conheçamos  e glorifiquemos mais plenamente.

**********************************************************************************************************

 

 

 

 

05 06 Jo 14, 7- 14 Sábado “Quem me viu, viu o Pai”

EVANGELHO Jo 14, 7-14

«Quem Me vê, vê o Pai»

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Se Me conhecêsseis, conheceríeis também o meu Pai. Mas desde agora já O conheceis e já O vistes». Disse-Lhe Filipe: «Senhor, mostra-nos o Pai e isto nos basta». Respondeu-lhe Jesus: «Há tanto tempo estou convosco e não Me conheces, Filipe? Quem Me vê, vê o Pai. Como podes tu dizer: ‘Mostra-nos o Pai’? Não acreditas que Eu estou no Pai e o Pai está em Mim? As palavras que vos digo, não as digo por Mim próprio, mas é o Pai, permanecendo em Mim, que faz as obras. Acreditai-Me: Eu estou no Pai e o Pai está em Mim. Acreditai ao menos pelas minhas obras. Em verdade, em verdade vos digo: Quem acredita em Mim fará também as obras que Eu faço e fará obras ainda maiores, porque Eu vou para o Pai. E tudo quanto pedirdes em meu nome, Eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho. Se pedirdes alguma coisa em meu nome, Eu a farei».

Palavra da salvação.

  

REFLEXÃO

O texto evangélico de hoje relata o diálogo de Jesus com Filipe sobre a casa do Pai e o lugar que ele lhes vai preparar.

Jesus afirma a sua identidade “eu sou” ligada ao Pai e faz um convite “Acreditai-me”, promete em contrapartida a realização de grandes obras e a satisfação de seus pedidos ao Pai.

Jesus é o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém pode chegar ao Pai sem Jesus, pois ele é verdadeiramente o único caminho que nos leva ao Pai. Ninguém pode de fato conhecer o Pai se não for através de Jesus, pois ele é a Verdade ele vive em perfeita comunhão com o Pai. Quem conhece Jesus, conhece o Pai e quem conhece o Pai, conhece Jesus.

Somos convidados pela Palavra a acreditar sem ver, na presença do Pai em Jesus e aceitá-lo como caminho.

Torna-se muito difícil ver em Jesus, na sua palavra, nas suas propostas o caminho, a verdade e a vida. Vivemos num mundo  de propostas bem mais aliciantes .

Peçamos ao Senhor a graça da fé  no oculto do mistério de Cristo e a realização dos anseios mais  profundos; ver nEle o nosso caminho para o Pai.

Quando tudo parecer difícil rezemos. Quando tudo estiver desmoronando, conversemos com o Senhor.

Quando tudo estiver bem, rezemos e agradeçamos a Deus pelo que estamos vivendo. Só Ele tem a fórmula certa para nos consolar e nos amparar, mostrando sempre a direção certa.

Pai Santo,Vós que enviaste o Vosso Filho ao Mundo para  nos indicar o caminho para Vós tornai-nos dóceis à Sua Palavra para que que guiados pelo Vosso Espírito vos sirvamos em todos os irmãos.

 

 

 

 

 

 

05 05 Jo 14, 1-6 Sexta Eu sou o caminho a verdade e a vida

 

João 14:1-6

Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.
Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar.
E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.
Mesmo vós sabeis para onde vou, e conheceis o caminho.
Disse-lhe Tomé: Senhor, nós não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho?
Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.

 

REFLEXÃO

Esta passagem faz parte do discurso de despedida de Jesus aos seus discípulos na última ceia. Jesus sabe que vai morrer em breve e quer preparar os seus seguidores para a sua ausência. Ele fala-lhes da casa do Pai, onde há muitas moradas, e promete que vai preparar um lugar para eles e voltar para buscá-los. Afirma que eles conhecem o caminho para onde ele vai.

Tomé, um dos discípulos, expressa a sua dúvida e pergunta como eles podem conhecer o caminho se não sabem para onde Jesus vai. Jesus então responde com uma das frases mais conhecidas do evangelho: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim”.

Essa frase resume a identidade e a missão de Jesus como o enviado de Deus, o Filho amado, o revelador da verdade de Deus, o mediador da salvação e da vida eterna. Jesus é o único caminho que conduz ao Pai, a única verdade que liberta da mentira e do pecado, a única vida que vence a morte e o mal.

Jesus convida os seus discípulos a terem fé nele e em Deus, a não se perturbarem com as dificuldades e as perseguições que virão, a confiarem na sua promessa de voltar e de levá-los consigo. Ele também os prepara para a vinda do Espírito Santo, o Consolador, que os ajudará a compreender e a viver os seus ensinamentos.

Esta passagem é uma mensagem de esperança e de consolo para todos os cristãos que creem em Jesus e esperam pela sua volta. Ela também é um convite a seguir Jesus como o único caminho que leva ao Pai, a acolher Jesus como a única verdade que ilumina a nossa vida, a viver Jesus como a única vida que nos dá sentido e plenitude

 

ORAÇÃO

Pai Santo, o Senhor Jesus Cristo, Rei da Glória,
foi constituído mediador entre Deus e os homens
Juiz do mundo e Senhor dos senhores
Ele não abandonou a sua condição humana.
mas subindo aos céus, como nossa cabeça e primogénito ,
deu-nos a esperança de irmos um dia ao Seu encontro,
como membros do seu Corpo para nos unir à Sua glória imortal

 

05 04 Jo 13, 16-20 Quinta O servo não é maior do que o seu Senhor

 

 

«Quem recebe aquele a quem Eu enviar é a Mim que recebe» Jo 13, 16-20

 

EVANGELHO

Naquele tempo, Quando Jesus acabou de lavar os pés aos seus discípulos, disse-lhes: «Em verdade, em verdade vos digo: O servo não é maior do que o seu senhor, nem o enviado é maior do que aquele que o enviou. Sabendo isto, sereis felizes se o puserdes em prática. Não falo de todos vós: Eu conheço aqueles que escolhi; mas tem de cumprir-se a Escritura, que diz: ‘Quem come do meu pão levantou contra Mim o calcanhar’. Desde já vo lo digo antes que aconteça, para que, quando acontecer, acrediteis que Eu Sou. Em verdade, em verdade vos digo: Quem recebe aquele que Eu enviar, a Mim recebe; e quem Me recebe a Mim, recebe Aquele que Me enviou».

 

REFLEXÃO

 

Com o Seu gesto de lavar os pés dos Seus discípulos, Jesus nos revelou o segredo da felicidade, que consiste em servir sem pretensão, servir por amor, fazer por amor a Deus, fazer em Nome do Senhor.

Mesmo sabendo que um dos Seus discípulos o iria trair, Jesus humilhou-se para lavar os seus pés. Esta atitude de Jesus servir-nos- á de lição para, quando no exercício da nossa missão quisermos discriminar alguém, fazendo escolhas segundo o nosso interesse.  Assim sendo, Jesus ensinou-nos como é que se comporta um verdadeiro servo de Deus, que não se considera maior do que o seu Senhor, ou um mensageiro de Deus que não se avalia maior do que Aquele que o enviou. 

 

Todo aquele (a) que compreende isto e põe em prática, será feliz!  Na maioria das vezes nós procuramos a felicidade procurando ser servido pelos outros … Jesus veio dar-nos receita para a felicidade: o serviço desinteressado sem limites e por amor a Deus. Assim fazendo nós estaremos imitando o Mestre e seguindo a Sua orientação para pôr em prática a vontade do Pai.

 

A medida da grandeza divina de Cristo não é o poder, mas o serviço e a entrega de si mesmo até à morte, fazendo-se o homem-para-os-outros.

 

 Por este caminho de submissão e de humilhação alcançou a vida imortal e gloriosa aquele que veio servir e não para ser servido. Igualmente, como afirmou Jesus repetidas vezes, a medida paradoxal da grandeza do seu discípulo será também fazer-se o último e o servidor de todos.

O cristão comprometido que pensa, fala e actua como Cristo participará necessariamente no seu destino de humilhação e de glória.

 

ORAÇÃO

 

Oh Deus, amor sem medida, que nos amas com ternura, enchei-nos do vosso Espírito Santo para que renasçamos como vossos filhos em Cristo ressuscitado. Faz que sejamos dos que se atrevem a sonhar com o dia em que os homens voltarão a ser irmãos e dispostos a pagar o preço, amando os outros.

 

05 03 Jo 14 , 6-14 Quarta *** Há tanto tempo estou convosco e não me conheces Filipe

 

«Há tanto tempo estou convosco e não Me conheces?» Jo 14, 6-14

 

 

EVANGELHO

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Eu sou o caminho, a verdade e a vida: ninguém vai ao Pai senão por Mim. Se Me conhecêsseis, conheceríeis também o meu Pai.

Mas desde agora já O conheceis e já O vistes». Disse-Lhe Filipe: «Senhor, mostra-nos o Pai e isto nos basta». Respondeu-lhe Jesus: «Há tanto tempo estou convosco e não Me conheces, Filipe?

Quem Me vê, vê o Pai. Como podes tu dizer: ‘Mostra-nos o Pai’?

Não acreditas que Eu estou no Pai e o Pai está em Mim?

As palavras que vos digo, não as digo por Mim próprio, mas é o Pai, permanecendo em Mim, que faz as obras.

Acreditai-Me: Eu estou no Pai e o Pai está em Mim.

Acreditai ao menos pelas minhas obras.

Em verdade, em verdade vos digo: Quem acredita em Mim fará também as obras que Eu faço

e fará obras ainda maiores, porque Eu vou para o Pai.

E tudo quanto pedirdes em meu nome, Eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.

Se pedirdes alguma coisa em meu nome, Eu a farei».

 

 

REFLEXÃO

A Igreja celebra hoje a festa de S. Filipe e S. Tiago. Filipe, nascido em Betsaida, foi discípulo de João Baptista e depois seguiu a Cristo. Tiago, primo do Senhor, filho de Alfeu, foi bispo de Jerusalém; escreveu uma epístola; levou uma vida de grande mortificação e converteu à fé muitos judeus. Recebeu a coroa do martírio no ano 62.

O texto evangélico de hoje relata o diálogo de Jesus com Filipe sobre a casa do Pai e o lugar que ele lhes vai preparar. Jesus afirma a sua identidade “eu sou” ligada ao Pai e faz um convite “Acreditai-me”, promete em contrapartida a realização de grandes obras e a satisfação de seus pedidos ao Pai.

Jesus é o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém pode chegar ao Pai sem Jesus, pois ele é verdadeiramente o único caminho que nos leva ao Pai. Ninguém pode de fato conhecer o Pai se não for através de Jesus, pois ele é a Verdade Ele vive em perfeita comunhão com o Pai. Quem conhece Jesus, conhece o Pai e quem conhece o Pai, conhece Jesus.

Somos convidados pela Palavra a acreditar sem ver, na presença do Pai em Jesus e aceitá-lo como caminho. Torna-se muito difícil ver em Jesus, na sua palavra, nas suas propostas o caminho, a verdade e a vida. Vivemos num mundo de propostas bem mais aliciantes

Peçamos ao Senhor a graça da fé no oculto do mistério de Cristo e a realização dos anseios mais profundos; ver n’Ele o nosso caminho para o Pai.

Quando tudo parecer difícil rezemos. Quando tudo estiver desmoronando, conversemos com o Senhor. Quando tudo estiver bem, rezemos e agradeçamos a Deus pelo que estamos vivendo. Só Ele tem a fórmula certa para nos consolar e nos amparar, mostrando sempre a direção certa.

 

ORAÇÃO

Pai Santo, Vós que enviaste o Vosso Filho ao Mundo para nos indicar o caminho para Vós tornai-nos dóceis à Sua Palavra para que que guiados pelo Vosso Espírito vos sirvamos em todos os irmãos.

 

05 02 Jo 10 22-30 Terça – Santo Atanásio

 

 

 

EVANGELHO Jo 10, 22-30 «Eu e o Pai somos um só»

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João

Naquele tempo, celebrava-se em Jerusalém a festa da Dedicação do templo. Era inverno e Jesus passeava no templo, sob o Pórtico de Salomão. Então os judeus rodearam-n’O e disseram: «Até quando nos vais trazer em suspenso? Se és o Messias, diz- nos claramente». Jesus respondeu-lhes: «Já vo-lo disse, mas não acreditais. As obras que Eu faço em nome de meu Pai dão testemunho de Mim. Mas vós não acreditais, porque não sois das minhas ovelhas. As minhas ovelhas escutam a minha voz: Eu conheço as minhas ovelhas e elas seguem-Me. Eu dou-lhes a vida eterna e nunca hão-de perecer, ninguém as arrebatará da minha mão. Meu Pai, que Mas deu, é maior do que todos e ninguém pode arrebatar nada da mão do Pai. Eu e o Pai somos um só».

Palavra da salvação.

 

 

REFLEXÃO

Perante o ultimato feito a Jesus pelos Judeus: “Se tu és o Messias, diz-nos abertamente”. Jesus diz que as obras que faz mostram a sua origem divina, mas eles são duros de coração e não o aceitam como Pastor.

Aqueles que acreditam cria com eles uma comunhão de vida eterna baseada no conhecimento do pastor e escuta da sua voz, unido a seu Pai.

Ele, Cristo autodefine-se como o bom pastor, o único e autêntico pastor para um só rebanho pois está disposto a dar a vida pelas suas ovelhas no momento do perigo. “O bom pastor dá a vida pelas ovelhas. Mas o mercenário, que não é pastor nem dono das ovelhas, quando vê vir o lobo abandona as ovelhas e foge; e o lobo faz estrago e dispersa-as. É que ao mercenário não lhe importam as ovelhas. Ele diferencia-se do pastor mercenário porque conhece as suas ovelhas e é conhecido por elas. “Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas e as minhas ovelhas conhecem-me, tal como o Pai me conhece e eu conheço o Pai”. “Eu dou a minha vida pelas ovelhas…

 

Um exemplo claro de imitação do Bom Pastor foi Santo Atanásio cuja memória a Igreja celebra hoje. Nascido em 295,. Mostrou ser um bom pastor dos fieis defendendo  corajosamente a divindade de Cristo e enfrentou sofrendo muitas controvérsias e perseguições por causa de suas crenças, mas perseverou em sua defesa da doutrina cristã. Imitou Cristo o bom pastor dando a vida por cristo e seu povo

Pertencemos a Cristo, somos ovelhas do seu rebanho, porque escutamos a sua voz. O Cristo ressuscitado da nossa fé, é o nosso pastor que nos conhece pessoalmente pelo nosso nome e nos abre a porta que conduz à vida. A grande oração do crente, o fundamento da sua esperança, a utopia e o projecto cristão que movem a história é o “venha a nós o teu Reino”, combinando em exacto equilíbrio a actividade com a paciente espera.

ORAÇÃO

O Senhor é meu pastor, O Senhor é meu pastor, nada me falta; em verdes prados me faz repousar; conduz-me às fontes tranquilas e restaura as minhas forças; guia-me pelo caminho justo, pela honra do seu nome.

 

 

 

01 05 Jo 10, 11-18 Segunda Feira da 4ª Semana da Páscoa

O Bom Pastor dá a vida pelas suas ovelhas» (Jo 10, 11-18)


Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João

Naquele tempo, disse Jesus: «Eu sou o Bom Pastor. O bom pastor dá a vida pelas suas ovelhas. O mercenário, como não é pastor, nem são suas as ovelhas, logo que vê vir o lobo, deixa as ovelhas e foge, enquanto o lobo as arrebata e dispersa. O mercenário não se preocupa com as ovelhas. Eu sou o Bom Pastor: conheço as minhas ovelhas e as minhas ovelhas conhecem-Me, do mesmo modo que o Pai Me conhece e Eu conheço o Pai; Eu dou a vida pelas minhas ovelhas. Tenho ainda outras ovelhas que não são deste redil e preciso de as reunir; elas ouvirão a minha voz e haverá um só rebanho e um só Pastor. Por isso o Pai Me ama: porque dou a minha vida, para poder retomá-la. Ninguém Ma tira, sou Eu que a dou espontaneamente. Tenho o poder de a dar e de a retomar: foi este o mandamento que recebi de meu Pai».

Reflexão

Celebramos hoje a memória de  São José um exemplo de amor à família e ao duro trabalho . A  sua vida  inspira -nos a seguir o exemplo de Jesus como o Bom Pastor, dando nossa vida pelos outros e trabalhando para o bem comum. No Dia do Trabalhador, podemos olhar para São José como um modelo de trabalhador dedicado que trabalhou com amor e devoção, e como um exemplo de alguém que valorizava a dignidade do trabalho e sua importância para a sociedade.

  1. José seguiu as orientações do seu filho adotivo que hoje se apresenta como como o Bom Pastor, aquele que dá a sua vida pelas ovelhas de uma forma gratuita e desinteressada até as últimas consequência, presta o seu serviço por amor e não por dinheiro.

Quer que as ovelhas tenham vida e se sintam felizes. (Jo 10,19)A sua prioridade é o bem das ovelhas que lhe foram confiadas. Por isso, ele arrisca tudo em benefício do rebanho e está, até, disposto a dar a própria vida pelas ovelhas porque as ama. “Eu dou a vida pelas minhas ovelhas.”

As  ovelhas podem confiar, pois sabem que ele não defende interesses pessoais, mas os interesses do seu rebanho.

Somos hoje convidados a exemplo de S. José a dar  “dá a vida pelos outros” e faz-se Pão partilhado.

Que possamos, verdadeiramente, ser bons pastores e revelar o Reino de Deus nas nossas manifestações de carinho e atenção mútua, em especial pelo pobre e sofredor, figura predileta da ternura e do cuidado do Bom Pastor.

         Abramos o  nosso  coração à Palavra de Deus que acabámos de meditar e prometamos ao Senhor ser dócil à sua voz para construirmos com entusiasmo o seu reino

Oração

Deus, criador e Pai, reuni os homens dispersos na unidade de uma só família, para que aderindo a Cristo Bom Pastor, gozem a alegria de serem vossos filhos.