07-06 – Mt 10, 1-7 Quarta-feira da semana XIV

Meditação do Evangelho

EVANGELHO Mt 10, 1-7
«Ide às ovelhas perdidas da casa de Israel»

Evangelho do dia 12 de julho quarta feira | Swjohn's Blog

 

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus

Naquele tempo, Jesus chamou a Si os seus Doze discípulos e deu-lhes poder de expulsar os espíritos impuros e de curar todas as doenças e enfermidades. São estes os nomes dos doze apóstolos: primeiro, Simão, chamado Pedro, e André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão; Filipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o publicano; Tiago, filho de Alfeu, e Tadeu; Simão, o Cananeu, e Judas Iscariotes, que foi quem O entregou. Jesus enviou estes Doze, dando-lhes as seguintes instruções: «Não sigais o caminho dos gentios, nem entreis em cidade de samaritanos. Ide primeiramente às ovelhas perdidas da casa de Israel. Pelo caminho, proclamai que está perto o reino dos Céus».

Palavra da salvação.

 

 REFLEXÃO

Aparece, pela primeira vez, a lista dos que são aqui chamados os “doze Apóstolos”. Os Doze são “enviados”; é o que significa o nome de “apóstolos”, e levam em si a própria missão de Jesus, que é também, o Enviado do Pai.

Ao confiar-lhes a missão, Cristo “deu-lhes autoridade para expulsar espíritos impuros e curar toda a enfermidade e doença”. Assim os sinais milagrosos avalizariam a sua palavra.

Depois de mencionar os doze faz-lhes as seguintes recomendações   “Não tomeis o caminho dos pagãos nem entreis em cidades da Samaria, ide antes às ovelhas desgarradas de Israel. Ide e proclamai que o Reino dos céus está próximo”.

A sua missão destina-se  somente aos judeus. Pareceu normal que no princípio os judeus, herdeiros da eleição e promessa de Deus, fossem os primeiros a receber a oferta de salvação messiânica realizada em Cristo.

Mais tarde abrem-se  ao mundo greco-romano, respondendo  à missão universal que Cristo ressuscitado lhe confiou: Ide ao mundo inteiro e proclamai o evangelho a todas as pessoas.

O essencial da mensagem de Jesus : “Proclamai que o Reino dos céus está próximo”.. A mensagem essencial que a Igreja deve transmitir hoje é a boa nova sintetizada nesta mensagem: Deus ama-nos, convida-nos à fraternidade mediante  o seguimento de Cristo, o  homem novo.

Jesus chama-nos, como aos doze, cada um pelo seu nome. Tomemos consciência de que Deus nos chama individualmente e acreditemos que Ele   precisa de nós e nos envia primeiro aos mais próximos: aos nossos  familiares, aos nossos  colegas de trabalho e aos nossos concidadãos.

ORAÇÃO

Bendizemos-te, Deus dos apóstolos e profetas, pelo vosso filho  Jesus Cristo, que anunciou o Reino e fundou a sua Igreja sobre as colunas dos apóstolos.

Fazei, Senhor, da vossa Igreja um lugar de amor e esperança para um mundo que caminha nas trevas procurando a tua luz.

PARTILHA 

O Meu chamamento…

Envie o seu testemunho para dictof@gmail.com ou para whatsapp 918353903 

 

****************************************************************************************************************************************************************************************************************************

Agenda litúrgica

2022-07-06

Quarta-feira da semana XIV

 

 

Missa

 

Antífona de entrada Sl 47, 10-11
Recordamos, Senhor, a vossa misericórdia no meio do vosso templo.
Toda a terra proclama o louvor do vosso nome,
porque sois justo e santo, Senhor nosso Deus.

Oração coleta
Senhor nosso Deus,
que, pela humilhação do vosso Filho,
levantastes o mundo decaído,
dai aos vossos fiéis uma santa alegria,
para que, livres da escravidão do pecado,
possam chegar à felicidade eterna.
Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus
e convosco vive e reina, na unidade do Espírito Santo,
por todos os séculos dos séculos.

LEITURA I (anos pares) Os 10, 1-3.7-8.12
«Já é tempo de procurar o Senhor»

A leitura de ontem apresentava, numa visão antecipada, a catástrofe que iria cair sobre o povo, que, embriagado com a prosperidade material de que gozava, esquecia o Senhor. Esta passagem de hoje é, de novo, um aviso e um convite à conversão, porque o Senhor acolherá quem O procurar. Se a sementeira de vento, de que ontem se falava, só poderia produzir tempestades, a sementeira “segundo a justiça” dará frutos “segundo o amor”.

Leitura da Profecia de Oseias
Israel era uma vinha exuberante, que produzia os seus frutos. Quanto mais abundantes eram os frutos, mais aumentavam os altares. Quanto mais rica se tornava a sua terra, mais belos eram os monumentos pagãos. O coração de Israel está dividido, mas agora eles têm de pagar: o próprio Senhor derrubará os seus altares, destruirá os seus monumentos pagãos. Então eles vão dizer: «Não temos rei, porque não tememos o Senhor; e ainda que o tivéssemos, que poderia o rei fazer por nós?». Samaria desaparece com o seu rei, como uma palha à tona da água. Serão destruídos os lugares altos da idolatria, que eram o pecado de Israel; espinheiros e cardos crescerão sobre os seus altares. E gritarão às montanhas: «Cobri-nos!» e às colinas: «Caí sobre nós!». – Semeai segundo a justiça e colhereis o fruto da misericórdia; arroteai novas terras, porque já é tempo de procurar o Senhor, até que Ele venha derramar sobre vós a chuva da justiça –.
Palavra do Senhor.

SALMO RESPONSORIAL Salmo 104 (105), 2-3.4-5.6-7 (R. cf. 4b)
Refrão: Procurai sempre a face do Senhor. Repete-se

Cantai salmos e hinos ao Senhor,
proclamai todas as suas maravilhas.
Gloriai-vos no seu santo nome,
exulte o coração dos que procuram o Senhor. Refrão

Considerai o Senhor e o seu poder,
procurai sempre a sua face.
Recordai as maravilhas que Ele operou,
os prodígios e os oráculos da sua boca. Refrão

Descendentes de Abraão, seu servo,
filhos de Jacob, seu eleito,
Ele é o Senhor, o nosso Deus,
e as suas sentenças são lei em toda a terra. Refrão

ALELUIA Mc 1, 15
Refrão: Aleluia. Repete-se

Está próximo o reino de Deus:
arrependei-vos e acreditai no Evangelho. Refrão

EVANGELHO Mt 10, 1-7
«Ide às ovelhas perdidas da casa de Israel»

Aparece, pela primeira vez, a lista dos que são aqui chamados os “doze Apóstolos”. Noutros lugares chamam-se apenas os «Doze». Este número corresponde no Novo Testamento aos doze patriarcas das doze tribos de Israel do Antigo Testamento. O povo de Deus na Igreja é o ponto de chegada do povo eleito que vinha já do Antigo Testamento. Os Doze são “enviados”; é o que significa o nome de “apóstolos”, e levam em si a própria missão de Jesus, que é também, o Enviado do Pai.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
Naquele tempo, Jesus chamou a Si os seus Doze discípulos e deu-lhes poder de expulsar os espíritos impuros e de curar todas as doenças e enfermidades. São estes os nomes dos doze apóstolos: primeiro, Simão, chamado Pedro, e André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão; Filipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o publicano; Tiago, filho de Alfeu, e Tadeu; Simão, o Cananeu, e Judas Iscariotes, que foi quem O entregou. Jesus enviou estes Doze, dando-lhes as seguintes instruções: «Não sigais o caminho dos gentios, nem entreis em cidade de samaritanos. Ide primeiramente às ovelhas perdidas da casa de Israel. Pelo caminho, proclamai que está perto o reino dos Céus».
Palavra da salvação.

Oração sobre as oblatas
Fazei, Senhor,
que a oblação consagrada ao vosso nome nos purifique
e nos conduza, dia após dia,
a viver mais intensamente a vida da graça.
Por Cristo nosso Senhor.

Antífona da comunhão Sl 33, 9
Saboreai e vede como o Senhor é bom:
feliz o homem que n’Ele se refugia.

Ou: Cf. Mt 11, 28
Vinde a Mim, todos vós que andais cansados e oprimidos,
e Eu vos aliviarei, diz o Senhor.

Oração depois da comunhão
Senhor, que nos saciastes com estes dons tão excelentes,
fazei que alcancemos os benefícios da salvação
e nunca cessemos de cantar os vossos louvores.
Por Cristo nosso Senhor.