01 16 Domingo II do tempo comum

João 2:1-11

1No terceiro dia houve um casamento em Caná da Galileia. A mãe de Jesus estava ali;

2Jesus e seus discípulos também haviam sido convidados para o casamento.

3Tendo acabado o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: “Eles não têm mais vinho”.

4Respondeu Jesus: “Que temos nós em comum, mulher? A minha hora ainda não chegou”.

5Sua mãe disse aos serviçais: “Façam tudo o que ele mandar”.

6Ali perto havia seis potes de pedra, do tipo usado pelos judeus para as purificações cerimoniais; em cada pote cabiam entre oitenta e cento e vinte litros.

7Disse Jesus aos serviçais: “Encham os potes com água”. E os encheram até a borda.

8Então lhes disse: “Agora, levem um pouco ao encarregado da festa”.
Eles assim fizeram,

9e o encarregado da festa provou a água que fora transformada em vinho, sem saber de onde este viera, embora o soubessem os serviçais que haviam tirado a água. Então chamou o noivo

10e disse: “Todos servem primeiro o melhor vinho e, depois que os convidados já beberam bastante, o vinho inferior é servido; mas você guardou o melhor até agora”.

11Este sinal milagroso, em Caná da Galileia, foi o primeiro que Jesus realizou. Revelou assim a sua glória, e os seus

discípulos creram nele.

Meditação: Você acredita que a palavra de Deus tem poder para libertar você e transformar sua vida? Quando Jesus ensinou, ele falou com autoridade. Ele falou a palavra de Deus como ninguém havia falado antes. Quando os rabinos ensinaram, eles apoiaram suas declarações com citações de outras autoridades. Os profetas falaram com autoridade delegada – “Assim diz o Senhor.” Quando Jesus falou, ele não precisou de autoridades para apoiar suas declarações. Ele era a autoridade encarnada – a Palavra de Deus feita carne. Quando ele falou, Deus falou. Quando ele comandava, até mesmo os demônios obedeciam.

A fé opera através do amor e abunda em esperança
Agostinho de Hipona (354-430 DC) observou que “a fé é poderosa, mas sem amor não aproveita nada. Os demônios confessaram a Cristo, mas na falta de caridade não adiantou nada. Eles disseram: ‘O que temos nós a ver com você’ (Marcos 1 : 24)? Eles confessaram uma espécie de fé, mas sem amor. Portanto, eles eram demônios. “

A fé é poderosa, mas sem amor não aproveita nada (1 Coríntios 13). A Escritura nos diz que a verdadeira fé opera por meio do amor (Gálatas 5: 6) e é abundante em esperança (Romanos 15:13). Nossa fé se aperfeiçoa no amor porque o amor nos orienta para o bem supremo que é o próprio Deus, assim como para o bem do próximo que foi criado à imagem e semelhança de Deus (Gn 1: 26,27).

A esperança ancora nossa fé nas promessas de Deus e purifica nossos desejos para as coisas que durarão pela eternidade. É por isso que a palavra de Cristo tem poder para nos libertar de tudo o que nos manteria presos ao pecado, engano e desespero. Beda, o venerável abade de um mosteiro inglês (672-735), contrastou o poder e a autoridade da palavra de Jesus com a palavra do diabo: “O diabo, por ter enganado Eva com sua língua, é punido pela língua, que ele pode não falar “[Homilias sobre os Evangelhos 1.8].

A fé deve ser nutrida com a Palavra de Deus
A fé é um dom gratuito de Deus e o consentimento livre de nossa vontade para com toda a verdade que Deus revelou. Para viver, crescer e perseverar na fé até o fim, devemos nutri-la com a palavra de Deus. O Senhor nos dá seu Espírito Santo para iluminar nossas mentes para que cresçamos em sua verdade e no conhecimento de seu grande amor por cada um de nós. Se abordarmos a palavra de Deus com confiança e submissão, e com entusiasmo para fazer o que o Senhor deseja para nós, estaremos em uma posição muito melhor para aprender o que Deus deseja nos ensinar por meio de sua palavra. Você está ansioso para ser ensinado pelo Senhor e conformar sua mente, coração, atitude e intenções de acordo com sua palavra de verdade, bondade e amor?
Senhor Jesus, a tua palavra é poder e vida. Que eu nunca duvide do seu amor e misericórdia e do poder da sua palavra que nos liberta e traz cura e restauração ao corpo, mente, coração e espírito.

Meditação: Você acredita que a palavra de Deus tem poder para libertar você e transformar sua vida? Quando Jesus ensinou, ele falou com autoridade. Ele falou a palavra de Deus como ninguém havia falado antes. Quando os rabinos ensinaram, eles apoiaram suas declarações com citações de outras autoridades. Os profetas falaram com autoridade delegada – “Assim diz o Senhor.” Quando Jesus falou, ele não precisou de autoridades para apoiar suas declarações. Ele era a autoridade encarnada – a Palavra de Deus feita carne. Quando ele falou, Deus falou. Quando ele comandava, até mesmo os demônios obedeciam.

A fé opera através do amor e abunda em esperança
Agostinho de Hipona (354-430 DC) observou que “a fé é poderosa, mas sem amor não aproveita nada. Os demônios confessaram a Cristo, mas na falta de caridade não adiantou nada. Eles disseram: ‘O que temos nós a ver com você’ (Marcos 1 : 24)? Eles confessaram uma espécie de fé, mas sem amor. Portanto, eles eram demônios. “

A fé é poderosa, mas sem amor não aproveita nada (1 Coríntios 13). A Escritura nos diz que a verdadeira fé opera por meio do amor (Gálatas 5: 6) e é abundante em esperança (Romanos 15:13). Nossa fé se aperfeiçoa no amor porque o amor nos orienta para o bem supremo que é o próprio Deus, assim como para o bem do próximo que foi criado à imagem e semelhança de Deus (Gn 1: 26,27).

A esperança ancora nossa fé nas promessas de Deus e purifica nossos desejos para as coisas que durarão pela eternidade. É por isso que a palavra de Cristo tem poder para nos libertar de tudo o que nos manteria presos ao pecado, engano e desespero. Beda, o venerável abade de um mosteiro inglês (672-735), contrastou o poder e a autoridade da palavra de Jesus com a palavra do diabo: “O diabo, por ter enganado Eva com sua língua, é punido pela língua, que ele pode não falar “[Homilias sobre os Evangelhos 1.8].

A fé deve ser nutrida com a Palavra de Deus
A fé é um dom gratuito de Deus e o consentimento livre de nossa vontade para com toda a verdade que Deus revelou. Para viver, crescer e perseverar na fé até o fim, devemos nutri-la com a palavra de Deus. O Senhor nos dá seu Espírito Santo para iluminar nossas mentes para que cresçamos em sua verdade e no conhecimento de seu grande amor por cada um de nós. Se abordarmos a palavra de Deus com confiança e submissão, e com entusiasmo para fazer o que o Senhor deseja para nós, estaremos em uma posição muito melhor para aprender o que Deus deseja nos ensinar por meio de sua palavra. Você está ansioso para ser ensinado pelo Senhor e conformar sua mente, coração, atitude e intenções de acordo com sua palavra de verdade, bondade e amor?
Senhor Jesus, a tua palavra é poder e vida. Que eu nunca duvide do seu amor e misericórdia e do poder da sua palavra que nos liberta e traz cura e restauração ao corpo, mente, coração e espírito.


Meditation: Do you recognize the glory and presence of the Lord Jesus in your life? God often reveals his glory to us in the unlikeliest of places – in a cold stable at Bethlehem, at a village wedding party in Cana, on a bloody cross at Golgatha, or on the road to Emmaus. In today’s Gospel reading we see the first public sign and miracle which Jesus performed. The Lord Jesus brought great blessing and joy to a newly wed couple and their wedding party. First by his presence, and second by saving them from embarrassment when the wine ran out. Changing water into wine was a remarkable act of kindness; but giving the best to last was unnecessary and unheard of. In the Old Testament wine is seen as both a gift and blessing of God (Deuteronomy 7:13; Proverbs 3:10, Psalm 105:). That Jesus would miraculously produce 120 gallons of the best wine (many times more than needed) shows the superabundance of the blessings which he came to offer.

This miracle signifies the “new rich wine” of the Gospel and it points to the “wine of the new covenant” and the “bread of life” which Jesus provides for his disciples in the Lord’s Supper or Eucharist. It also points to the Messianic banquet which Jesus will provide at the end of the age when he comes again in his glory. The miracles of Jesus demonstrate the power of God’s love and mercy for his people. God’s kindness knows no limits. And the ultimate expression of his love is revealed in the person of his Son, our Lord Jesus Christ. He became flesh for our sake, and he died for our redemption, and he rose that we, too, might be raised up and glorified with him. Do you thirst for God and for the abundant life and blessings he offers to you?

Heavenly Father, you have revealed your glory in our Lord Jesus Christ. Fill me with your Holy Spirit that I may bring you glory in all that I do and say.

Psalm 96:1-3,7-10

Eles assim fizeram,

9e o encarregado da festa provou a água que fora transformada em vinho, sem saber de onde este viera, embora o soubessem os serviçais que haviam tirado a água. Então chamou o noivo

10e disse: “Todos servem primeiro o melhor vinho e, depois que os convidados já beberam bastante, o vinho inferior é servido; mas você guardou o melhor até agora”.

11Este sinal milagroso, em Caná da Galileia, foi o primeiro que Jesus realizou. Revelou assim a sua glória, e os seus discípulos creram nele. ShareMeditation: Do you recognize the glory and presence of the Lord Jesus

CompartilharEnviarTweetarEmail

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *