02 15 Mc 8, 14-21 Terça 6º semana

02 15 Mc 8, 14-21 Terça 6º semana

Mc 8, 14-21

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos

Naquele tempo, os discípulos esqueceram-se de arranjar comida e só tinham consigo um pão no barco. Então Jesus recomendou-lhes: «Tende cuidado com o fermento dos fariseus e o fermento de Herodes». Eles discutiam entre si, dizendo: «Fala assim porque não temos pão». Mas Jesus ouviu-os e disse-lhes: «Porque estais a discutir que não tendes pão? Ainda não entendeis nem compreendeis? Tendes o coração endurecido? Tendes olhos e não vedes, ouvidos e não ouvis? Não vos lembrais quantos cestos de bocados recolhestes, quando Eu parti os cinco pães para as cinco mil pessoas?». Eles responderam: «Doze». «E quantos cestos de bocados recolhestes, quando reparti sete pães para as quatro mil pessoas?». Eles responderam: «Sete». Disse-lhes então Jesus: «Não entendeis ainda?».

Palavra da salvação.

Reflexão

Hoje o Senhor também nos faz a mesma advertência que outrora fez aos apóstolos «Tende cuidado com o fermento dos fariseus e o fermento de Herodes»..

Mesmo considerando-nos bons cristãos, podemos ser influenciados por interpretações religiosas distorcidas «fermento dos fariseus» sobre Deus e sobre Jesus sobre pontos de vistas parciais do Cristianismo e da Igreja. Necessitamos de viver em estado de alerta para saber qual “fermento” escolher…

O contacto diário com a Palavra divina leva-nos a uma compreensão mais profunda e decisiva da pessoa de Jesus: Não só o que Ele diz e faz, mas quem de facto Ele é e o que espera de nós. A palavra de Deus tem efeitos poderosos para aquilo que ela é enviada. Ela enche, preenche e satisfaz o nosso coração; transforma o coração do mais vil pecador, porque ela é a palavra de Deus.

Fieis à sua mensagem o nosso coração abre-se a todos formando uma comunidade. «Levedados» pela «lógica eucarística» da partilha e solidariedade, somos transformados pela «Palavra da verdade» que é o Evangelho, ou seja, o próprio Cristo.

A pessoa de fé coloca acima de tudo as orientações divinas de Jesus Cristo Cristo deve fermentar todas as nossas atividades. O primado do espiritual deve ser a nossa guia.

A pessoa de Jesus é suficiente para inspirar toda a confiança aos seus discípulos.

Oração

Deus, a vossa Palavra é luz verdadeira para os nossos passos; concedei que, iluminados pelo vosso Espírito, a acolhamos com fé viva, para descobrirmos na escuridão dos acontecimentos humanos os sinais da Vossa presença.

Video de Meditação

Eu creio que vós sois o Cristo o filho de Deus vivo