Comentários da Celeste ..(liturgia 12/07)

1ª Lt..Is.55, 10-11

Isaías elabora um elogio à fecundidade da Palavra do Senhor, semelhante à água que fecunda a terra. A Palavra saída da boca de Deus, produz efeito em quem a acolhe e a leva para a vida, fazendo dela o seu alimento espiritual.Nunca é inútil anunciar a Palavra Palavra apesar  dos frutos não serem imediatos. .

O salmo descreve a ação  do Senhor, na natureza, principalmente a água que dá vida à terra, donde brota o alimento para os homens e os animais.

2ª Lt.ªRom. 8, 18-23Paulo, fála-nos da força do Espírito de Deus que nos liberta. Ser livre, é uma das aspirações de todo o ser humano. Devemos ter a consciência que a liberdade física, realiza a pessoas plenamente a dois níveis: o humano e o cristão. Fomos criados à semelhança de Deus. Esta leitura, deve estimular-nos para a verdadeira liberdade, nossa e dos irmãos.

Ev. Mt. 13, 1-23- ou1-9

Este Evangelho, é simbólico! Situa-nos novamente na Palavra de Deus e oferece-nos a parábola do semeador     Jesus, confiou aos apóstolos o anúncio da Palavra , onde( também         nós, estamos incluídos) leva-nos a uma profunda reflexão! Que         terreno somos nós? Qual a nossa colaboração?

Que obstáculos levantamos? Tantas vezes ouvimos a Palavra….Quais os frutos?Ser terra boa,onde a semente produz, exige : purificação, abertura espiritual, vontade em aplicar a Palavra de Deus à vida.Que a participação na Eucaristia não seja rotineira. Peçamos do crescimento na santidade e maior perfeição. Se isto não acontece, é porque participamos na Eucaristia de forma rotineira. Importa que a nossa participação seja ativa,plena e consciente, na celebração Litúrgica.