03 31 Jo 20, 1-9  Domingo  Maria Madalena , Pedro e João testemunhas da ressurreição de Cristo

Evangelho Jo 20, 1-9


Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo S. João
No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi de manhãzinha, ainda escuro, ao sepulcro e viu a pedra retirada do sepulcro. Correu então e foi ter com Simão Pedro e com o outro discípulo que Jesus amava e disse-lhes: «Levaram o Senhor do sepulcro e não sabemos onde O puseram». Pedro partiu com o outro discípulo e foram ambos ao sepulcro. Corriam os dois juntos, mas o outro discípulo antecipou-se, correndo mais depressa do que Pedro, e chegou primeiro ao sepulcro¬. Debruçando-se, viu as ligaduras no chão, mas não entrou. Entretanto, chegou também Simão Pedro, que o seguira. Entrou no sepulcro e viu as ligaduras no chão e o sudário que tinha estado sobre a cabeça de Jesus, não com as ligaduras, mas enrolado à parte. Entrou também o outro discípulo que chegara primeiro ao sepulcro:¬ viu e acreditou. Na verdade, ainda não tinham entendido a Escritura, segundo a qual Jesus devia ressuscitar dos mortos.
Palavra da Salvação.

REFLEXÃO

O Evangelho de João 20:1-9 apresenta -nos uma narrativa emocionante e surpreendente. Logo no início, somos apresentados à personagem de Maria Madalena, que vai ao túmulo de Jesus logo cedo e encontra a pedra que cobria a entrada do túmulo removida. Ela fica preocupada e corre para avisar Pedro e João, que também vão ao túmulo verificar o que aconteceu.

Ao chegarem lá, João vê o lençol que cobria o corpo de Jesus dobrado e colocado à parte, o que o leva a crer que Jesus realmente tinha ressuscitado. Pedro também entra no túmulo e vê a mesma cena, mas sua reação é de perplexidade e não de fé.

Essa diferença de reação entre João e Pedro pode ser interpretada como uma diferença de níveis de fé e de compreensão das Escrituras. João, por sua experiência pessoal com Jesus e por sua proximidade com Ele, tinha uma fé mais profunda e uma compreensão mais clara do que estava acontecendo. Já Pedro, apesar de ser um líder importante entre os apóstolos, ainda não havia atingido esse mesmo nível de compreensão e fé.

O Evangelho de João também nos mostra como a fé pode se manifestar de diferentes formas. Maria Madalena, por exemplo, acredita que o corpo de Jesus tenha sido roubado, mas mesmo assim corre para avisar os outros apóstolos. Pedro e João têm reações diferentes ao verem o túmulo vazio, mas ambos mostram uma disposição para buscar a verdade e compreender o que aconteceu.

Essa busca pela verdade e pela compreensão mais profunda é um tema recorrente em todo o Evangelho de João. O autor quer que seus leitores acreditem que Jesus é o Filho de Deus e que, ao acreditar, tenham a vida eterna. Essa crença não é baseada em evidências materiais ou em argumentos lógicos, mas sim em uma experiência pessoal com Jesus e em uma abertura para a ação do Espírito Santo.

Em resumo, o Evangelho de João 20:1-9 apresenta – nos uma narrativa emocionante e cheia de significado sobre a ressurreição de Jesus. Mostra-nos como a fé se pode manifestar de diferentes formas e como a busca pela verdade e pela compreensão mais profunda é importante para a vida cristã. Por fim, convida-nos a acreditar em Jesus como o Filho de Deus e a ter a vida eterna por meio dessa crença.

ORAÇÃO

Ó Deus, que na mensagem do Apóstolo João nos revelastes os mistérios do vosso Verbo, concedei-nos a graça de compreendermos e amarmos as maravilhas que Ele nos fez conhecer.