09 18 Lc 16, 1-13 DOMINGO XXV DO TEMPO COMUM

 

A PARÁBOLA DO ADMINISTRADOR ASTUTO – Lucas 16:1-13 | Mission Venture Ministries em Português

09 18 Lc 16, 1-13 DOMINGO XXV DO TEMPO COMUM

EVANGELHO – Forma longa Lc 16, 1-13
«Não podeis servir a Deus e ao dinheiro»

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Um homem rico tinha um administrador, que foi denunciado por andar a desperdiçar os seus bens. Mandou chamá-lo e disse-lhe: ‘Que é isto que ouço dizer de ti? Presta contas da tua administração, porque já não podes continuar a administrar’. O administrador disse consigo: ‘Que hei-de fazer, agora que o meu senhor me vai tirar a administração? Para cavar não tenho força, de mendigar tenho vergonha. Já sei o que hei-de fazer, para que, ao ser despedido da administração, alguém me receba em sua casa’. Mandou chamar um por um os devedores do seu senhor e disse ao primeiro: ‘Quanto deves ao meu senhor?’. Ele respondeu: ‘Cem talhas de azeite’. O administrador disse-lhe: ‘Toma a tua conta: senta-te depressa e escreve cinquenta’. A seguir disse a outro: ‘E tu quanto deves?’. Ele respondeu: ‘Cem medidas de trigo’. Disse-lhe o administrador: ‘Toma a tua conta e escreve oitenta’. E o senhor elogiou o administrador desonesto, por ter procedido com esperteza. De facto, os filhos deste mundo são mais espertos do que os filhos da luz, no trato com os seus semelhantes. Ora Eu digo-vos: Arranjai amigos com o vil dinheiro, para que, quando este vier a faltar, eles vos recebam nas moradas eternas. Quem é fiel nas coisas pequenas também é fiel nas grandes; e quem é injusto nas coisas pequenas também é injusto nas grandes. Se não fostes fiéis no que se refere ao vil dinheiro, quem vos confiará o verdadeiro bem? E se não fostes fiéis no bem alheio, quem vos entregará o que é vosso? Nenhum servo pode servir a dois senhores, porque, ou não gosta de um deles e estima o outro, ou se dedica a um e despreza o outro. Não podeis servir a Deus e ao dinheiro».
Palavra da salvação.

          REFLEXÃO

         Jesus nesta passagem evangélica alerta  os seus discípulos  para o  perigo da  riqueza :  Não podeis servir a Deus e ao dinheiro    Se servimos   a Deus, fonte de bondade,  não podemos fazer do dinheiro um deus fonte de maldade e de opressão. Deus convida-nos  diariamente ao altruísmo enquanto o deus  dinheiro nos  leva ao egoísmo, à procura insaciável de todos os prazeres da vida em detrimento dos nossos irmãos pobres e abandonados

           Como cristãos somos chamados por Deus para administrar com a esperteza do administrador infiel da parábola a Vida que Ele nos deu e que um dia nos será tirada. Mesmo que cheguemos a uma longa idade  não escaparemos de um dia nos encontrarmos com o Pai do Céu.

          Em suma. O Evangelho convida-nos a administrar os bens recebidos por Deus   e distribuindo-os  em favor dos outros. Uma pessoa deixou escrito no seu diário poucos dias antes de morrer: “Pressinto que vou fazer uma viagem sem retorno e só posso levar na mala o que dei durante a vida”

            Jesus dirá a cada um de nós no dia certo mas  a hora incerta  em Mateus 35:35-45  “tive fome, e deste-me  de comer; tive sede, e deste-me  de beber; fui estrangeiro, e acolheste-me ;36necessitei de roupas, e vestistes-me …(cf mt 35:35-45)

          Sejamos, pois, administradores sábios e sagazes , tomemos providências para o futuro aplicando os nossos bens na Obra do Espírito . O Senhor Jesus ensinou : Mateus 6.19: “Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e os ladrões roubam.”, 20- Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. 21- Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração. Por mais grandioso e poderoso seja o patrimônio de alguém, com certeza sofrerá um dia o desgaste do tempo, ficará velho, precisará de reformas ou ainda poderá deixar de existir.

 Jesus repetiu nos seus ensinamentos a palavra : Felizes, felizes, felizes… . Felizes os pobres, os mansos, os que têm fome e sede da justiça, os que não viram, e creram! (cf. Mt 5,3-12; Jn 20,29). O Deus de Jesus Cristo veio para nos dar a felicidade (Jo 10,10)  mesmo neste mundo mas esta não se encontra na riqueza, nem o poder, nem o êxito fácil, nem a fama, senão o amor pobre e humilde de quem tudo o espera.

 Oração

Deus , nosso Pai ensinai-nos a pôr toda a nossa confiança em vós, pois vós nos amais e sabeis o que precisamos. Dá-nos hoje o nosso pão de cada dia, Senhor, e libertai-nos da apego insaciável dos bens deste mundo , possamos partilhar o nosso pão com todo o faminto e procurar o vosso reino de Paz e Amor