04 18 Mt 28, 8-15 Segunda Feira

EVANGELHO Mt 28, 8-15
«Ide avisar os meus irmãos que devem ir para a Galileia»

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 28, 8-15

Naquele tempo, 8Elas afastaram-se prontamente do túmulo com certo receio, mas ao mesmo tempo com alegria, e correram a dar a boa nova aos discípulos. 9Nesse momento, Jesus apresentou-se diante delas e disse-lhes: Salve! Aproximaram-se elas e, prostradas diante dele, beijaram-lhe os pés. 10Disse-lhes Jesus: Não temais! Ide dizer aos meus irmãos que se dirijam à Galiléia, pois é lá que eles me verão. 11Enquanto elas voltavam, alguns homens da guarda já estavam na cidade para anunciar o acontecimento aos príncipes dos sacerdotes. 12Reuniram-se estes em conselho com os anciãos. Deram aos soldados uma importante soma de dinheiro, ordenando-lhes: 13Vós direis que seus discípulos vieram retirá-lo à noite, enquanto dormíeis. 14Se o governador vier a sabê-lo, nós o acalmaremos e vos tiraremos de dificuldades. 15Os soldados receberam o dinheiro e seguiram suas instruções. E esta versão é ainda hoje espalhada entre os judeus.

 

REFLEXÃO

 

Na atmosfera da alegria pascal, a liturgia conduz-nos ao sepulcro onde, como nos conta São Mateus, Maria de Magdala e a outra Maria, conduzidas pelo amor que tinham por Jesus, tinham ido visitar o seu túmulo

As mulheres ouviram o anúncio do anjo: “Jesus, o crucificado, não está aqui: ressuscitou…. Não tenhais medo: ide comunicar aos meus irmãos que vão para a Galileia; ali me verão”.

 

A ordem de Jesus para que vão anunciar o encontro d’Ele com os discípulos, a que Ele chama «meus irmãos», faz sobressair a nova relação entre Deus e os homens inaugurada pela ressurreição.

 

A segunda parte deste Evangelho   explica ironicamente como os chefes religiosos do povo ficam constrangidos perante a notícia do túmulo vazio e o modo como tentam desmentir o acontecimento da ressurreição.

 

O “sinal” mais evidente de que o Senhor ressuscitou não é o desaparecimento do corpo mas a alegria que invade os discípulos, antes tristes e temerosos com tudo o acontecido …depois vivem a noticia no seu intimo, entram em comunhão de vida com Deus, e vivendo uma nova fraternidade na Igreja dão ao mundo um novo testemunho de Cristo vivo a dar-nos vida.

A ressurreição de Cristo constitui o ponto mais alto e a explicação de toda a história humana e da vida e morte do homem. No coração da fé e do testemunho cristão está o anúncio da ressurreição de Jesus: «Se Cristo não ressuscitou, a nossa pregação é vazia e também é vazia a fé que tendes.» (ICOR 15,14)

 

 

ORAÇÃO

 

         Senhor nosso Deus que, pelo Batismo, aumentais continuamente a vossa Igreja com novos filhos, concedei-lhes a graça de serem fiéis na vida ao sacramento que pela fé receberam.