03 25 O poder da imagem – Sexta Feira Santa

INTERPRETAÇÃO

Ora bem, a primeira coisa que parece, é que na batalha que se trava ainda no céu, o demónio sobrepõe-se aos anjos guardiães. (Quantas vezes a nossa esperança se apaga, porque não cremos que Deus, com o Seu Poder, virá sempre em socorro dos Seus.?) Ao redor da Cruz, o que mais impressiona é o caos instalado, naquele amontoado de demónios que A cercam. Todos se empenham em atingir a N. Senhor, porque, ao contrário do fruto das suas ações que carregam nas mãos – cabeças degoladas; a destruição e a morte- não obtiveram porém, nem um pedaço do Corpo de Jesus. Estão tão raivosos por isso, que não atentam para a multidão – um povo santificado, que está contemplando o Seu Senhor, reconhecendo-O como seu Soberano, ainda que pregado no Madeiro. Não atentam, nem ensaiam misturar-se com ela. Sabem que, se destruírem a Cabeça, a multidão estará de novo sujeita ao seu domínio. Mas, em vão, são os seus esforços; o Amor de Cristo, protege-a agora, e o demónio, nunca mais terá poder , contra os filhos de Deus. (Cristina)