08 24 Jo 1, 45-51 quarta – Radio Maria

EVANGELHO Jo 1, 45-51
«Eis um verdadeiro israelita, em quem não há fingimento»

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João
Naquele tempo,
Filipe encontrou Natanael e disse-lhe:
«Encontrámos Aquele de quem está escrito na Lei de Moisés
e nos Profetas.
É Jesus de Nazaré, filho de José».
Disse-lhe Natanael:
«De Nazaré pode vir alguma coisa boa?».
Filipe respondeu-lhe: «Vem ver».
Jesus viu Natanael, que vinha ao seu encontro, e disse:
«Eis um verdadeiro israelita,
em quem não há fingimento».
Perguntou-lhe Natanael: «De onde me conheces?».
Jesus respondeu-lhe:
«Antes que Filipe te chamasse,
Eu vi-te quando estavas debaixo da figueira».
Disse-lhe Natanael:
«Mestre, Tu és o Filho de Deus,
Tu és o Rei de Israel!».
Jesus respondeu:
«Porque te disse: ‘Eu vi-te debaixo da figueira’, acreditas.
Verás coisas maiores do que estas».
E acrescentou:
«Em verdade, em verdade vos digo:
Vereis o Céu aberto
e os Anjos de Deus subindo e descendo
sobre o Filho do homem».
Palavra da salvação.

 

Apresentação do Tema

Canto mensagem

Introdução ao Evangelho

Leitura do Evangelho

Reflexão sobre o Evangelho

Canto mensagem

Oração

Despedida e mensagem final

 

Fontes de Informação

 

REFLEXÃO
Na festa do apóstolo São Bartolomeu, O evangelista São João (Jo 1,45-51) relata seu primeiro encontro com o Senhor.Jesus encontra a Filipe casualmente e diz-lhe «Segue-me» (Jo 1,43) Filipe entusiasmado procura o seu amigo Natanael e comunica-lhe a grande nova: «Jesus, o filho de José, de Nazaré» (Jo 1,45) é o messias prometido esperado por Moisés e os profetas.
A resposta dada por Natanael é cheia de preconceito e incredulidade: «De Nazaré pode sair algo de bom?» (Jo 1,46).
Mas Filipe não desanima. E como são amigos, não dá mais explicações, e diz: «Vem e vê!» (Jo 1,46). Vai, e o seu primeiro encontro com Jesus é o momento da sua vocação. Para Jesus, Natanael não é um desconhecido: «Antes que Filipe te chamasse, quando estavas debaixo da figueira, eu te vi» (Jo 1,48).
Como Natanael, também nós temos ideias pré-concebidas sobre certas coisas, no caso de Natanael sobre uma região de Israel.
«De Nazaré pode vir alguma coisa boa?».
Sejamos livres e tentemos ver as pessoas pelo que são e não pelo seu aspeto exterior ou por situações passadas que me marcaram e que me condicionam.
Tomemos consciência de que Jesus, através de seu Pai conhece-nos, tal como a Natanael, cada um de nós individualmente, com as suas qualidades e os seus defeitos. Meditemos nesta realidade para nos reconhecermos seus filhos adotivos.
Sigamos o exemplo de Filipe: falemos de Jesus, levemos os outros a conhecer Jesus e depois…deixemos Jesus surpreender os homens.
ORAÇÃO
Senhor, fortalecei em nós a fé pela qual o apóstolo São Bartolomeu se consagrou de coração sincero a Cristo vosso Filho e concedei, por sua intercessão, que a vossa Igreja seja o sacramento de salvação para todos os povos.