01 11 Terça Feira da Semana I

Mc 1,21-28

Cala-te e sai desse homem» – São Jerônimo (347-420) presbítero, tradutor da  Bíblia, doutor da Igreja Homilias sobre o Evangelho de Marcos, n.º 2 –  Diocese de Blumenau

Marcos 1:21-28

CompartilharEnviarTweetarEmail

21Eles foram para Cafarnaum e, logo que chegou o sábado, Jesus entrou na sinagoga e começou a ensinar.

22Todos ficavam maravilhados com o seu ensino, porque lhes ensinava como alguém que tem autoridade e não como os mestres da lei.

23Justo naquele momento, na sinagoga, um homem possesso de um espírito imundo gritou:

24“O que queres conosco, Jesus de Nazaré? Vieste para nos destruir? Sei quem tu és: o Santo de Deus!”

25“Cale-se e saia dele!”, repreendeu-o Jesus.

26O espírito imundo sacudiu o homem violentamente e saiu dele gritando.

27Todos ficaram tão admirados que perguntavam uns aos outros: “O que é isto? Um novo ensino – e com autoridade! Até aos espíritos imundos ele dá ordens, e eles lhe obedecem!”

28As notícias a seu respeito se espalharam rapidamente por toda a região da Galileia.

REFLEXÃO

            A Palavra de Deus tem poder   para nos libertar e transformar a nossa vida. Quando Jesus ensinava, falava   com autoridade. Quando os rabinos ensinavam, eles  baseavam as    suas declarações em   citações de outras autoridades. Os profetas falavam   com autoridade divina   – “Assim diz o Senhor.” Jesus   era a autoridade encarnada – a Palavra de Deus feita carne a quem os demónios obedeciam.

            Mas não basta admitir a autoridade de Deus e até confessar a fé mas temos de a transformar em ações de caridade e de amor.  Agostinho de Hipona (354-430 DC) observou que “a fé é poderosa, mas sem amor não aproveita nada. Os demônios confessaram a Cristo, mas na falta de caridade não adiantou nada. Eles disseram: ‘O que temos nós a ver convosco? (Marcos 1 : 24)? Eles confessaram uma espécie de fé, mas sem amor.

            Abordando   a palavra de Deus com confiança e entusiasmo para fazer o que o Senhor deseja para nós, somos   capazes de descobrir a sua vontade a nosso respeito. A força da sua autoridade de Jesus está no testemunho das suas obras de serviço e libertação do povo. Por isso , o estilo de Jesus deve ser o nosso próprio estilo.  

            Muitas vezes ao escutar, ler ou ouvir a Palavra de Deus há qualquer coisa que reage dentro de nós, que nos provoca, que nos leva a alterar comportamentos. Sentimos a força desta Palavra que é viva! Sempre que a ouvimos com fé  e amor Ela revela a Sua eficácia, provoca mudança.

ORAÇÃO

            Senhor Jesus, a vossa palavra é poder e vida. Que nós nunca duvidemos   do vosso amor e misericórdia e do poder da sua palavra que nos liberta e cura e restaura o  corpo, mente, coração e espírito.

VIDEO DE MEDITAÇÃO

Da Palavra do Senhor tiramos toda a orientação para a nossa vida …