12 14  Mt 11, 11-15  Quinta  Não apareceu ninguém maior do que João Batista

12 14  Mt 11, 11-15  Quinta  Não apareceu ninguém maior do que João Batista

Chris Tonietto - Evangelho do Dia (Mt 11,11-15) Naquele tempo, disse Jesus  à multidão: “Em verdade eu vos digo, de todos os homens que já nasceram,  nenhum é maior do que João

EVANGELHO Mt 11, 11-15
«Não apareceu ninguém maior do que João Baptista»


Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
Naquele tempo, disse Jesus à multidão: «Em verdade vos digo que, entre os nascidos de mulher, não apareceu ninguém maior do que João Baptista. Mas o mais pequeno no reino dos Céus é maior do que ele. Desde os dias de João Baptista até agora, o reino dos Céus sofre violência e são os violentos que se apoderam dele. Porque todos os profetas e a Lei profetizaram até João. É ele, se quiserdes compreender, o Elias que estava para vir. Quem tem ouvidos oiça».
Palavra da salvação.

REFLEXÃO

João Baptista é maior que Abraão, Moisés, Elias e David porque a sua missão supera a de todos os que o precederam. Ele teve a missão de preparar o povo para acolher o Messias de Deus e de O indicar já presente no mundo.

E no entanto, o mais pequeno no Reino dos Céus é maior do que ele. Quem é esse pequeno?

Com Jesus os critérios de grandeza deste mundo mudaram: O maior entre vós seja como o mais novo; e quem governa, seja como aquele que serve. Afinal, quem é o maior: aquele que está sentado à mesa, ou aquele que serve? Não é aquele que está sentado à mesa? Eu, porém, estou no meio de vós como quem serve.» (Lc 22,25-27)

O mais pequeno no Reino dos Céus é Jesus. Ele escolheu para si o último lugar, o dos escravos que deviam lavar os pés aos seus donos e aos quais estava reservada a morte de cruz.

Nesta perspetiva é que deve ser entendido o que se diz da violência. Desde os dias de João Baptista, o Reino dos Céus tem sido assaltado com violência, sofre perseguição porque quem acolhe as bem-aventuranças de Jesus é hostilizado por aqueles que dominam neste mundo (Mt 5,10-12). A violência necessária para apoderar-se do Reino dos Céus não é a que se faz contra outrem, mas é a violência contra si próprio, contra a vontade própria de impor-se aos outros.

João Baptista, enviado a preparar a vinda do Messias, indicou o modo para O acolher, O maior entre os nascidos de mulher deve ceder o passo ao «mais pequeno no Reino dos Céus», a Jesus.

.

ORAÇÃO

Despertai, Senhor, os nossos corações para prepararmos os caminhos do vosso Filho unigénito, afim de que, pelo mistério da Sua vinda, possamos servir-Vos com espírito renovado.

Liturgia diária

Agenda litúrgica

2023-12-14

Quinta-feira da semana II

S. João da Cruz, presbítero e doutor da Igreja – MO
Branco – Ofício da memória.
Missa da memória, pf. I do Advento.

L 1 Is 41, 13-20; Sl 144 (145), 1 e 9. 10-11. 12-13ab
Ev Mt 11, 11-15

* Na Ordem Carmelita e na Ordem dos Carmelitas Descalços – S. João da Cruz, presbítero e doutor da Igreja – FESTA e SOLENIDADE

Missa

Antífona de entrada Cf. Sl 118, 151-152
Vós estais perto, Senhor;
a vossa palavra é caminho da verdade.
São firmes todos os vossos mandamentos.
Vós existis desde toda a eternidade.

Oração coleta
Despertai, Senhor, os nossos corações
para prepararmos os caminhos do vosso Filho unigénito,
a fim de que, pelo mistério da sua vinda,
possamos servir-Vos com espírito renovado.
Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus
e convosco vive e reina, na unidade do Espírito Santo,
por todos os séculos dos séculos.


LEITURA I Is 41, 13-20
«Eu sou o teu redentor, o Santo de Israel»

O profeta continua a proclamar as promessas de salvação que Deus envia ao seu povo. É preciso ir constantemente ao encontro de um povo que facilmente perde a confiança. A linguagem é, de novo, a das imagens maravilhosas que anunciam a renovação universal. De facto, a vinda do Senhor, tanto a da Encarnação (Natal), como a sua última vinda, traz em si a vida nova que tudo há-de transfigurar.

Leitura do Livro de Isaías
«Sou Eu, o Senhor, teu Deus, que te seguro pela mão direita e te digo: ‘Não temas, Eu venho em teu auxílio’. Não temas, pobre verme de Jacob, bichinho de Israel. Eu venho socorrer-te – oráculo do Senhor –, o teu redentor é o Santo de Israel. Eu te converterei em trilho aguçado, novo e bem cortante; calcarás e triturarás os montes e transformarás em palha as colinas. Hás-de joeirá-los e o vento os levará, o vendaval os dispersará. Mas tu exultarás no Senhor e te gloriarás no Santo de Israel. Os infelizes e os pobres buscam água e não a encontram e a sua língua está ressequida pela sede. Eu, o Senhor, os atenderei, Eu, o Deus de Israel, não os abandonarei. Farei brotar rios nos montes escalvados e fontes por entre os vales. Transformarei o deserto em lago e a terra seca em nascentes de água. No deserto farei crescer o cedro, a acácia, a murta e a oliveira; na estepe plantarei o cipreste, o olmo e o pinheiro, para que todos vejam e saibam, considerem e compreendam que a mão do Senhor fez estas coisas, que o Santo de Israel as realizou».
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 144 (145), 1.9.10-11.12-13ab (R. 8)
Refrão: O Senhor é clemente e compassivo,
paciente e cheio de bondade. Repete-se

Quero exaltar-Vos, meu Deus e meu Rei,
e bendizer o vosso nome para sempre.
O Senhor é bom para com todos
e a sua misericórdia se estende a todas as criaturas.
Refrão
Graças Vos dêem, Senhor, todas as criaturas
e bendigam-Vos os vossos fiéis.
Proclamem a glória do vosso reino
e anunciem os vossos feitos gloriosos; Refrão

Para darem a conhecer aos homens o vosso poder,
a glória e o esplendor do vosso reino.
O vosso reino é um reino eterno,
o vosso domínio estende-se por todas as gerações.
Refrão


ALELUIA cf. Is 45, 8
Refrão: Aleluia. Repete-se
Desça o orvalho do alto dos céus
e as nuvens chovam o justo;
abra-se a terra e germine o Salvador. Refrão


EVANGELHO Mt 11, 11-15
«Não apareceu ninguém maior do que João Baptista»

A partir de hoje, quinta-feira da segunda semana, a segunda leitura, o Evangelho, refere-se sempre a João Baptista, o Precursor, que, na sua mensagem, chega à frente a preparar os caminhos para que os homens possam acolher o reino de Deus que vem. Ele encarna agora o papel de Elias, no princípio da Nova Aliança, como o último dos profetas do Antigo Testamento, Malaquias, tinha anunciado (Ml 3, 1). De facto, nada se perdeu da palavra de Deus proclamada nos tempos passados; em cada época ela ressoa de novo, para que, em cada tempo, os homens a possam ouvir. E ela sempre anuncia a vinda do Senhor.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
Naquele tempo, disse Jesus à multidão: «Em verdade vos digo que, entre os nascidos de mulher, não apareceu ninguém maior do que João Baptista. Mas o mais pequeno no reino dos Céus é maior do que ele. Desde os dias de João Baptista até agora, o reino dos Céus sofre violência e são os violentos que se apoderam dele. Porque todos os profetas e a Lei profetizaram até João. É ele, se quiserdes compreender, o Elias que estava para vir. Quem tem ouvidos oiça».
Palavra da salvação.


Oração sobre as oblatas
Aceitai, Senhor, estes dons
que recebemos da vossa bondade
e fazei que os sagrados mistérios
que celebramos no tempo presente
sejam para nós penhor de redenção eterna.
Por Cristo nosso Senhor.

Prefácio I ou I-A do Advento.

Antífona da comunhão Tt 2, 12-13
Vivamos neste mundo com justiça e piedade,
na esperança da manifestação gloriosa do nosso Deus.

Oração depois da comunhão
Fazei frutificar em nós, Senhor,
os mistérios que celebramos,
pelos quais, durante a nossa vida na terra,
nos ensinais a amar os bens do céu
e a viver para os valores eternos.
Por Cristo nosso Senhor.