10 04   Lc 9, 57-62  Quarta  Feira Seguir-te-ei para onde quer que fores

EVANGELHO

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas


Naquele tempo, Jesus e os seus discípulos iam a caminho de Jerusalém, quando alguém Lhe disse: «Seguir-Te-ei para onde quer que fores». Jesus respondeu-lhe: «As raposas têm as suas tocas e as aves do céu os seus ninhos; mas o Filho do homem não tem onde reclinar a cabeça». Depois disse a outro: «Segue-Me». Ele respondeu: «Senhor, deixa-me ir primeiro sepultar meu pai». Disse-lhe Jesus: «Deixa que os mortos sepultem os seus mortos; tu, vai anunciar o reino de Deus». Disse-Lhe ainda outro: «Seguir-Te-ei, Senhor; mas deixa-me ir primeiro despedir-me da minha família». Jesus respondeu-lhe: «Quem tiver lançado as mãos ao arado e olhar para trás não serve para o reino de Deus».


Palavra da salvação.

REFLEXÃO

O trecho do Evangelho de Lucas 9,57-62 apresenta uma série de encontros entre Jesus e diferentes pessoas que expressam o desejo de segui-Lo. No entanto, Jesus adverte sobre  as exigências e os sacrifícios do seguimento.

São Francisco de Assis cuja memória celebramos hoje ,  é conhecido por ter vivido uma vida de radicalidade evangélica, buscando seguir os passos de Jesus de maneira literal e desprendida. Ele renunciou às riquezas e ao conforto material em favor da simplicidade e da vida em comunhão com a natureza. Sua vida é um exemplo inspirador de como se pode viver o Evangelho de forma autêntica e comprometida.

Ao refletirmos sobre Lucas 9,57-62 à luz da memória de São Francisco, podemos perceber a ressonância entre o chamamento de Jesus e a resposta radical de Francisco. Assim como os potenciais discípulos no Evangelho, Francisco expressou o desejo de seguir Jesus, mas sem ilusões sobre as exigências do caminho. Ele estava disposto a abandonar tudo para abraçar o estilo de vida proposto por Jesus.

Por exemplo, o versículo 58 destaca que “as raposas têm tocas e os pássaros do céu têm ninhos, mas o Filho do Homem não tem onde repousar a cabeça”. Isso ressoa com a decisão de São Francisco de renunciar à vida confortável em favor da pobreza voluntária.

O versículo 61 também é significativo, pois aborda a questão da prioridade de seguir Jesus sobre qualquer outro compromisso ou apego. São Francisco, ao renunciar às riquezas e à segurança material, demonstrou uma entrega total ao chamado de Cristo, priorizando o Reino de Deus acima de tudo.

Em resumo, a memória de São Francisco de Assis ilustra de forma vívida o tipo de radicalidade e desapego que Jesus está falando no Evangelho de Lucas 9,57-62. O exemplo de São Francisco  desafia nos  a considerar o quanto estamos dispostos a sacrificar em nossa própria busca para seguir Jesus de maneira autêntica e comprometida.

ORAÇÃO

“Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz Onde houver ódio, que eu leve o amor Onde houver ofensa, que eu leve o perdão Onde houver discórdia, que eu leve a união Onde houver dúvida, que eu leve a fé Onde houver erro, que eu leve a verdade Onde houver desespero, que eu leve a esperança Onde houver tristeza, que eu leve a alegria Onde houver trevas, que eu leve a luz

Ó Mestre, fazei que eu procure mais Consolar, que ser consolado Compreender, que ser compreendido Amar, que ser amado Pois é dando que se recebe É perdoando que se é perdoado E é morrendo que se vive para a vida eterna.”

PARTILHA

1 O chamamento de Jesus : Jesus chama  pessoas para segui-Lo. Ele não promete conforto material ou estabilidade, mas ao invés disso sublinha  a natureza desafiadora do caminho.

A Caridade Cristã

[14:20, 03/10/2023] Fernando Salgado: Subamos , também, com Jesus para Jerusalém e sigamos os seus passos. Passemos pelos samaritanos armados com o escudo protector, a caridade cristã, que convida e não  exclue ninguém do nosso caminho.                      Continuemos a subir com Jesus para a Cidade Nova, para ouvir as suas mensagens sobre a nossa vida. Naveguemos      sem receio na barca do medo na companhia de Jesus, confiantes na sua acção salvitica.                   Vamos a esse encontro para que a nossa vida  seja uma vida partilhada com mais compromisso amigável com Jesus.    E contemplemos   a cruz.

Comentário

*A sua reflexão é profundamente espiritual e demonstra um compromisso sério em viver de acordo com os ensinamentos de Jesus. Cada tópico destaca uma faceta importante desse compromisso e da devoção à caridade cristã e ao amor de Jesus.*


eelmoh-dictof.com/10-04-lc-9-57-62-quarta-feira-seguir-te-ei-para-onde-quer-que-fores/