0629 Terça-Feira, Semana XIII

Apascenta os meus cordeiros, apascenta as minhas ovelhas”

EVANGELHO, João (21:15-19)

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João

Jesus Restaura Pedro

15 Depois de comerem, Jesus perguntou a Simão Pedro: “Simão, filho de João, você me ama mais do que estes?”

Disse ele: “Sim, Senhor, tu sabes que te amo”.

Disse Jesus: “Cuide dos meus cordeiros”.

16 Novamente Jesus disse: “Simão, filho de João, você me ama?”

Ele respondeu: “Sim, Senhor, tu sabes que te amo”.

Disse Jesus: “Pastoreie as minhas ovelhas”.

17 Pela terceira vez, ele lhe disse: “Simão, filho de João, você me ama?”

Pedro ficou magoado por Jesus lhe ter perguntado pela terceira vez “Você me ama?” e lhe disse: “Senhor, tu sabes todas as coisas e sabes que te amo”.

Disse-lhe Jesus: “Cuide das minhas ovelhas. 18 Digo-lhe a verdade: Quando você era mais jovem, vestia-se e ia para onde queria; mas quando for velho, estenderá as mãos e outra pessoa o vestirá e o levará para onde você não deseja ir”. 19 Jesus disse isso para indicar o tipo de morte com a qual Pedro iria glorificar a Deus. E então lhe disse: “Siga-me!”

Palavra da salvação.

 

REFLEXÃO 

Celebramos hoje a festa de S. Pedro e S. Paulo: Pedro pescador da Galileia, escolhido para chefe dos Doze Apóstolos, primeiro representante de Jesus sobre a terra.

  1. Paulo, o apóstolo mais ardoroso da Igreja, depois de a ter perseguido entrega-se radicalmente ao serviço do Evangelho consolida a Fé com as suas cartas abre a Igreja às dimensões do Mundo

Ambos suportaram por amor de Cristo   toda a espécie de perseguições, foram martirizados em Roma, durante a perseguição de Nero. Regando, com o seu sangue, no mesmo terreno, «plantaram» a Igreja de Deus e hoje são considerados nossos pais na fé.”

      No evangelho, de hoje Jesus dirige-se a Simão “Simão, filho de João, tu amas-me?” (v. 15). Pedro responde, mas certamente recorda a sua fragilidade, a sua inconstância e aprendeu que só o Senhor pode tornar consistente e forte o seu amor. Por isso, repete três vezes:

“Senhor, Tu sabes que eu gosto muito de ti” (v. 15). Jesus deseja confiar-lhe a Igreja: “Apascenta as minhas ovelhas!” (v. 15).

Se o serviço apostólico exige qualidades humanas estas só adquirem o verdadeiro valor com a união com Jesus. Só o amor nos torna capazes de seguir o Senhor até ao martírio, como aconteceu com Pedro Antes da paixão, revelou-se capaz de dar a vida por Ele e impelido pelo medo, negou o seu Senhor e Mestre, três vezes. Só podemos amar o Senhor e dar a vida por Ele, porque Ele nos amou e deu a vida por nós. 

Abrir-nos ao amor de Cristo, acolhê-lo, é o fundamento de toda a generosidade: “Nisto consiste o Seu amor: não fomos nós que amámos a Deus, mas foi Ele, que nos amou… Amou-nos por primeiro…” (1 João 4: 19).

ORAÇÃO

Dá-nos a fé e o amor ardente de Pedro, e dá-nos a coragem de Paulo para que, vivendo em Vós e só para Vós, testemunhe-mos a ressurreição do vosso Filho Jesus, e o vosso amor que excede todo o conhecimento. Amén.

 

CANTO DE MEDITAÇÃO 

Ó Roma eterna, de mártires e santos