06/19 Sábado Semana XI

“Não podem servir a Deus e ao Dinheiro”

EVANGELHO, Mateus (6: 24-34)

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus

 

24 “Ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará um e amará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro.

As Preocupações da Vida

25 “Portanto eu lhes digo: Não se preocupem com sua própria vida, quanto ao que comer ou beber; nem com seu próprio corpo, quanto ao que vestir. Não é a vida mais importante que a comida, e o corpo mais importante que a roupa? 26 Observem as aves do céu: não semeiam nem colhem nem armazenam em celeiros; contudo, o Pai celestial as alimenta. Não têm vocês muito mais valor do que elas? 27 Quem de vocês, por mais que se preocupe, pode acrescentar uma hora que seja à sua vida?

28 “Por que vocês se preocupam com roupas? Vejam como crescem os lírios do campo. Eles não trabalham nem tecem. 29 Contudo, eu lhes digo que nem Salomão, em todo o seu esplendor, vestiu-se como um deles. 30 Se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada ao fogo, não vestirá muito mais a vocês, homens de pequena fé? 31 Portanto, não se preocupem, dizendo: ‘Que vamos comer?’ ou ‘Que vamos beber?’ ou ‘Que vamos vestir?’ 32 Pois os pagãos é que correm atrás dessas coisas; mas o Pai celestial sabe que vocês precisam delas. 33 Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas. 34 Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará as suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal.

Palavra da Salvação

 

REFLEXÃO

Perante a proclamação da Palavra de Deus meditemos calma e serenamente sobre a confiança em Deus e o trabalho. Deus deve estar no nosso trabalho e o nosso trabalho deve estar em Deus Por isso não devemos andar inquietos não percamos a paz com a sofreguidão; não tenhamos dois senhores; vivamos para o único Senhor, “o Senhor”.

“Sobretudo procurai o reino de Deus e a sua justiça; o resto vos será dado por acréscimo”. Esta conclusão responde à atitude básica do cristão, seguidor de Cristo. Mediante a opção prioritária por Deus e o seu reinado na nossa vida e no mundo, estabelecemos a hierarquia de valores querida por Jesus. Ele não diz procurai “unicamente”, mas “sobretudo”; com isso não exclui o resto, mas coloca-o no seu lugar apropriado.

O seguidor de Cristo é posto à prova: A sua fé e confiança em Deus ou a segurança e garantia económica.

Jesus pede-nos confiança e abandono nas mãos de Deus e ensinou a rezar: Dá-nos hoje o pão nosso de cada dia.

Esta confiança não nos exime da nossa responsabilidade nas tarefas temporais, não nos permite desinteressar-nos do nosso compromisso cristão no mundo. A procura do Reino não exclui o desenvolvimento humano e temporal, antes o está pedindo. O homem é o colaborador da obra de Deus no mundo, cujos recursos têm destinatário universal.

A proposta de Cristo é clara: Livres da angústia existencial e da febre possessiva, procuremos antes de tudo o reino de Deus e a sua justiça; o resto ser-nos-á dado por acréscimo.

ORAÇÃO

Deus, nosso Pai ensinai-nos a pôr toda a nossa confiança em vós, pois vós nos amais e sabeis o que precisamos. Dá-nos hoje o nosso pão de cada dia, Senhor r, e liberta-nos da angústia obsessiva do amanhã, possamos partilhar o nosso pão com todo o faminto e procurar o vosso reino de Paz e Amor. Amém.

 

CANTO DE MEDITAÇÃO

Procuremos o reino de Deus …

 

“Anunciaremos teu Reino, Senhor”