06/07 Segunda-Feira, semana X

“Bem-aventurados os pobres em espírito”

EVANGELHO, Mateus (5, 1-12)

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus

As Bem-aventuranças

Vendo as multidões, Jesus subiu ao monte e se assentou. Seus discípulos aproximaram-se dele, e ele começou a ensiná-los, dizendo:

“Bem-aventurados os pobres em espírito, pois deles é o Reino dos céus.
Bem-aventurados os que choram, pois serão consolados.
Bem-aventurados os humildes, pois eles receberão a terra por herança.
Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, pois serão satisfeitos.
Bem-aventurados os misericordiosos, pois obterão misericórdia.
Bem-aventurados os puros de coração, pois verão a Deus.
Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus.
10 Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, pois deles é o Reino dos céus.

11 “Bem-aventurados serão vocês quando, por minha causa, os insultarem, os perseguirem e levantarem todo tipo de calúnia contra vocês.

12 Alegrem-se e regozijem-se, porque grande é a sua recompensa nos céus, pois da mesma forma perseguiram os profetas que viveram antes de vocês.

Palavra da Salvação

 

REFLEXÃO

As bem-aventuranças são o caminho concreto para a transformação deste mundo em um mundo de fraternidade, justiça e paz. No evangelho de hoje (vs. 1-12) o Evangelista São Mateus apresenta as bem-aventuranças numa síntese elaborada a partir dos ensinamentos de Jesus, um novo Moisés num novo Sinai,

 Com a sua autoridade messiânica promulga a nova lei evangélica do Reino para todos os membros do novo povo de Deus: Caminho seguro de felicidade, embora novo e paradoxal.

A página das bem-aventuranças é a mais revolucionária do evangelho, porque nela Jesus estabelece uma inversão total dos critérios mundanos sobre a felicidade. Todo o homem e mulher quer ser feliz; em consequência, procura a maneira de o conseguir, através da riqueza e dinheiro, êxito e posição social, segurança e amor, poder e domínio, prazer… 

Ele declara felizes, os pobres e os famintos, os que choram e sofrem, os misericordiosos que sabem perdoar, os retos e limpos de coração, os que fomentam a paz e excluem a violência, os perseguidos pela sua fidelidade a Deus.

Jesus pronunciou as bem-aventuranças para todo o homem e mulher    dispostos a seguir o seu caminho.

Jesus encarnou na sua pessoa as bem-aventuranças: Pobre, perseguido, rejeitado criou a paz e a reconciliação.

As bem   aventuranças tem inerente um compromisso pessoal e efetivo com a pobreza e o sofrimento humano em qualquer das suas manifestações, mediante o desprendimento e a paciência, a opção pela sinceridade e a justiça, a construção da paz, a rejeição da violência, a fraternidade, o amor e a solidariedade entre os homens.

Que o Senhor nos conceda fé, amor e coragem suficientes para entender as bem-aventuranças, assimilá-las e vivê-las com Cristo.

 

ORAÇÃO 

Obrigado, Senhor Jesus, porque proclamando-nos bem-aventurados,devolveste a dignidade, o Reino e a esperança aos que o mundo tem por últimos e infelizes, Vós fostes o primeiro a realizar este programa, e o vosso exemplo anima-nos a seguir-vos até ao fim. Vós sois a nossa força. Bendito sejais para sempre, Senhor! Amém.

CANTO DE MEDITAÇÃO

Bem-aventurados …