05/22 Sábado da VII Semana da Páscoa

“Quanto a você, siga-me!”.

Evangelho João (21, 20-25)

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João

Jesus Restaura Pedro

20 Pedro voltou-se e viu que o discípulo a quem Jesus amava os seguia. (Este era o que estivera ao lado de Jesus durante a ceia e perguntara: “Senhor, quem te irá trair?”) 21 Quando Pedro o viu, perguntou: “Senhor, e quanto a ele?”

22 Respondeu Jesus: “Se eu quiser que ele permaneça vivo até que eu volte, o que lhe importa? Quanto a você, siga-me!”. 23 Foi por isso que se espalhou entre os irmãos o rumor de que aquele discípulo não iria morrer. Mas Jesus não disse que ele não iria morrer; apenas disse: “Se eu quiser que ele permaneça vivo até que eu volte, o que lhe importa?”

24 Este é o discípulo que dá testemunho dessas coisas e que as registou. Sabemos que o seu testemunho é verdadeiro.

25 Jesus fez também muitas outras coisas. Se cada uma delas fosse escrita, penso que nem mesmo no mundo inteiro haveria espaço suficiente para os livros que seriam escritos.

Palavra da Salvação

 

REFLEXÃO

 Nas leituras de ontem (João (21, 15-19) Jesus tinha perguntado três vezes a Pedro “Pedro amas-me?” Ele respondeu três vezes afirmativamente; e Jesus disse-lhe: Então apascenta as minhas ovelhas, isto quer dizer vai ter uma missão de chefe da Igreja.

Na leitura de hoje Pedro perguntou também sobre (vs. 21-2) Ao vê-lo, Pedro perguntou a Jesus: “Senhor, e que vai ser deste?»  22Jesus respondeu-lhe: «E se Eu quiser que ele fique até Eu voltar, que tens tu com isso? Tu, segue-me!”  Jesus quis dizer: Tu tens o teu destino e João tem outro destino. Não quis dizer que ele não ia morrer, mas que ia ter a sua missão.

João termina o seu Evangelho dizendo uma coisa muito importante 25Há ainda muitas outras coisas que Jesus fez. Se elas fossem escritas, uma por uma, penso que o mundo não teria espaço para os livros que se deveriam escrever.

João quer dizer que no Evangelho não está tudo o que Jesus disse e tudo o que Jesus fez. Por isso a Igreja Católica baseia-se na Bíblia, e na tradição da Igreja apostólica, tudo o que os apóstolos guardaram, mas que não foi escrito. Os apóstolos só começaram a escrever sobre o que Jesus disse vinte anos depois, mas ficou a tradição da Igreja, a tradição apostólica (O credo, os sacramentos, a assunção de Nossa Senhora etc.)

Como Pedro, como o discípulo amado descubramos a nossa maneira de mostrar o rosto de Jesus para com os que vivem oprimidos pela escravidão do mal.

 

Oração

Deus omnipotente e eterno, que nos concedestes a graça de chegar ao termo destas festas pascais, fazei que toda a nossa vida seja um testemunho fiel do Senhor ressuscitado

 

Canto de Meditação

Ninguém te ama como eu ….