05/10, Segunda-feira da semana VI

“O Espírito da verdade dará testemunho de Mim”

Evangelho, João (15: 26, 16:4)

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João

João 15:26

26 “Quando vier o Conselheiro, que eu enviarei a vocês da parte do Pai, o Espírito da verdade que provém do Pai, ele testemunhará a meu respeito. 27 E vocês também testemunharão, pois estão comigo desde o princípio.

João 16:4

Estou lhes dizendo isto para que, quando chegar a hora, lembrem-se de que eu os avisei. Não lhes disse isso no princípio, porque eu estava com vocês.

 Palavra da salvação.

 

 Reflexão

Em João (15,26), (16,4)

O acontecimento da Ressurreição do Senhor transformou o coração dos Apóstolos: de tímidos e ambiciosos passaram a ser audazes e servidores da Boa Nova. Diante do tribunal judeu proclamam abertamente que é preciso obedecer antes a Deus que aos homens.

 A prometida vinda do Espírito Santo fez-lhes compreender o mistério da morte e ressurreição de Cristo; deu-lhes força para o pregar e compreender os acontecimentos da vida humana de Cristo e o sentido das suas próprias vidas expressas na mensagem: 

    “Quando vos entregarem não vos preocupeis em saber como ou o que haveis de falar; não sereis vós que falareis, mas o Espírito de vosso Pai falará em vós” (Mateus 10,19).

     Como outrora também hoje o crente pode estar seguro da vitória definitiva com Cristo sobre o mal do mundo o Paráclito   ajudará o crente a manter-se firme no seu testemunho corajoso da fé evitando uma   atitude   triunfalista nos tempos de paz ou acomodaria nos momentos de adversidade; O seu testemunho exige sempre um porte humilde, servo, por vezes incómodo, mas sempre alegres.  Como S. Paulo sabe sentir a força do Espírito que atua na sua fragilidade humana:    

“Oprimem-nos, mas não nos esmagam; Incessantemente e por toda a parte trazemos no nosso corpo a morte de Jesus, para que também a sua vida se manifeste em nós” (2 Coríntio 4,8).

   Cientes da presença da companhia do Espírito de Jesus também nós somos capazes a irradiar de maneira simples e espontânea, a nossa fé e esperança nos valores superiores. Com Ele no nosso coração temos certa a Vitória somos de Cristo até morrer…

ORAÇÃO    

Pai, nós vos bendizemos, porque em todos os tempos concedeis energias novas à vossa Igreja e ao longo da caminhada admiravelmente a guiais e protegeis.

 

Canto de Meditação