01 23 Peregrino em Reflexão

Na Terça-feira da semana III, em 23 de janeiro de 2024, somos convidados a refletir sobre a alegria fervorosa ao transportar a Arca do Senhor, simbolizando a presença divina (2 Samuel 6:12b-15, 17-19). O versículo-chave, 2 Samuel 6:14, : “E Davi dançava com todas as suas forças diante do Senhor; e estava Davi cingido de uma estola sacerdotal de linho.” destaca a expressão genuína de alegria de Davi ao dançar diante do Senhor, vestido com uma estola sacerdotal de linho, ensinando-nos sobre a importância de expressar devoção com alegria e fervor, combinando-as com reverência.

Já o Salmo 23 (24), inicia com o versículo 3, destaca a realeza de Deus, exigindo pureza e obediência para nos aproximarmos Dele. O verso ressalta a necessidade de pureza nas ações e no coração, destacando que quem sobe ao monte do Senhor deve ser limpo de mãos e puro de coração, evitando vaidade e juramentos enganosos. O versículo chave que enfatiza essa ideia pode ser encontrado no início do salmo, no verso 3:“Quem subirá ao monte do Senhor, ou quem estará no seu lugar santo? Aquele que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a sua alma à vaidade, nem jura enganosamente.”

O Evangelho de Marcos 3:31-35 redefine a família, sublinhando a importância da obediência a Deus sobre os laços familiares tradicionais. Essas passagens chamam os cristãos a viverem com alegria em suas jornadas espirituais, reconhecendo a soberania de Deus. Devemos cultivar uma compreensão de família centrada na obediência a Deus, tornando-nos verdadeiros irmãos e irmãs de Jesus. Isso destaca a importância de formar uma comunidade cristã coesa, promovendo união e amor através da obediência a Deus. Que essa mensagem oriente a construção de uma comunidade vibrante e unida. Para podermos pertencer à verdadeira família de Jesus requer-se fazer a vontade de Deu “Quem faz a vontade de Deus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe.”